Curiosidades com relação aos carros – veja aqui

Inúmeras pessoas se dizem entendidas de carros, no entanto existem determinadas informações que, em algumas ocasiões, são repassadas de forma errônea ou inacabada, fazendo com que nosso conhecimento em relação ao automóvel seja mais mito do que verdade! Veja aqui algumas curiosidades e dados consideráveis a respeito dos carros que reservamos para você:

Você conhece tudo sobre o câmbio automático?

Marchas corretas: As nomenclaturas das marchas são distintas. Em vez de 1ª a 5ª, como na grande parcela dos veículos, você vai ver D, P, N… Essas siglas podem alterar de modelo para modelo.
Esqueça o pé canhoto: É crucial esquecer o pé canhoto na hora de conduzir. Na falta de embreagem, é passível de confundir e acionar o freio com o pé esquerdo.Isto é um enorme engano.
Preservação especial: Automóveis que contém câmbio automático têm uma preservação diferente dos manuais. O principal cuidado é em relação à modificação do óleo da caixa, que utiliza um lubrificante do modelo ATF.
Combustível: Sim, carro com câmbio automático utiliza mais combustível se comparado com o mesmo modelo com câmbio manual.
Reboque: Caso seja preciso guinchar seu veículo, fique atento. O indicado é rebocar automóveis com câmbio automático em reboques do tipo plataforma.

Motorista deve sempre evitar utilizar várias marcas de pneu

curiosidades-carros Você já deve ter passado pela inoportuna situação de ficar com um pneu furado e precisar obter outro para colocar no lugar. Na hora que viu a tabela de preços, decidiu por um de valor mais em conta e de marca diferente da sua a fim de economizar.
Fique atento, essa prática é capaz de alterar o desempenho aerodinâmico do carro. Cada marca possui um modelo de pneu e cada pneu tem diferença com relação ao seu desenho e elaboração e fazem com que seu desempenho seja diferenciado.
A utilização de pneus diferentes no carro acaba por desestabilizar o todo, influindo no desempenho e na dirigibilidade. A diferença de gasto ou desenho entre os pneus tem a possibilidade de gerar diferenças de tração e frenagem. Por conta disso, utilizar diferentes marcas de pneus é extremamente prejudicial para o carro.

Carro gasta o mesmo com reservatório completo ou vazio

Você já deve ter ouvido falar (ou teve a sensação) de que o veículo utiliza mais combustível na ocasião em que está com o tanque abaixo da metade. Porém será que isto faz sentido?
A sensação de que a gasolina tem gasto maior a partir da metade do reservatório para baixo é apenas uma impressão. Primeiro porque o tanque de combustível é irregular. E, também, pois a associação entre o mostrador do gasto de combustível e o reservatório não é completamente precisa.
É apenas um mito que os carros de hoje em dia apresentem desigualdade no gasto de combustível. Há ainda a influência do tempo em relação ao dispêndio.
Conforme a umidade e da densidade do ar, é possível acontecer uma pequena variação do consumo de gasolina. Em vista disso, os veículos nos dias de hoje efetuam a mesma média de gasto com o reservatório completo ou perto da reserva.

Cintos para pets dão segurança, além de prevenir penalidades

A condução de animais no exterior do veículo é apontada como desobediência grave. Além de tirar 5 pontos na carteira de motorista, o condutor arca com a multa de R$ 127,69 e tem a possibilidade de ter o carro retido até que a situação esteja regular.
Diante deste problema, foram criadas certas recomendações:

Caixa

A instalação de uma caixa tem o dever de ser realizada pela parte interna do automóvel, preferencialmente pela parte posterior. Essa caixa deve manter-se bem presa ao veículo, de modo que não haja nenhuma folga. O pet é levado na parte interna dela.

Cinto próprio

Ele é composto de fitas que se ajustam ao corpo do animal. Essas fitas são conectadas ao engate do cinto de segurança. O cinto exclusivo é tido como o aparelho de segurança mais confiável para o transporte de pets.

Conheça os benefícios da direção eletrohidráulica

Gradualmente presente nos automóveis, esse equipamento fornece comodidade e economia de combustível, além de prejudicar a eficiência do motor. O sistema vem sendo o predileto das montadoras por tornar o manejo do volante mais confortável do que a direção hidráulica, permitir maior variação na assistência da direção de acordo com a velocidade e, o melhor, por não roubar potência do motor e, desse jeito, reduzir seu consumo de combustível. A melhoria energética chega a ser até 85% maior. Por não precisar de força do motor, a direção elétrica é melhor para veículos de baixa potência. O descomunal esforço ao virar o volante em manobras está ficando obsoleta. O processo de instalação não é fatigante e fica por volta de R$ 1.500.

Teto solar aberto tem a possibilidade de fazer subir o consumo nas rodovias

teto-solar-consumo É uma ótima sensação, no entanto dirigir com o teto solar aberto na rodovia pode resultar em aumento de gasto de combustível no final do trajeto. Não existem cálculos do quanto você perde, visto que varia de carro para carro e conforme o padrão de motorista, porém o fato é que esse conforto custará mais no bolso. O teto solar causa uma sutil diminuição de atuação no carro. O veículo rodará melhor com os vidros completamente fechados, no entanto esta baixa diferença poderá ser percebida apenas pela velocidade final. Com o teto aberto, a concentração de massa através da parte superior da carroceria será superior e, em consequência, irá causar uma redução da aerodinâmica do veículo fazendo o veículo gastar mais combustível.

Computador específico ajuda a apontar problemas do veículo

Com o intuito de agilizar o diagnóstico, a Volkswagen possui em sua assistência especializada o auxilio do computador VAS, um magnífico dispositivo adotado pela empresa desde 2002 e que está evoluindo constantemente.
No momento em que o carro chega a uma concessionária, o VAS se comunica com o automóvel por meio de um dispositivo conectado a um plug (normalmente embaixo do painel) com interação via bluetooth.
Ele faz um reconhecimento e aponta rigorosamente ao técnico, no monitor do PC, onde se encontra o problema.
Revela inclusive como corrigi-la, determinando quais testes a serem realizados e peças a serem trocadas.
A diferença dos scanners habituais frequentemente usados nas oficinas é que o VAS destaca os defeitos e mostra como consertá-los, enquanto os scanners só indicam os códigos de erros.

Sensores substituem ações do condutor no veículo

Do sensor de chuva ao sensor de cansaço, conheça mais a respeito dos produtos de última geração que vêm tomando as ruas com o intuito de dar mais conforto e proteção ao condutor:
Sensor de chuva – Esse sensor fica instalado na parte de cima do para-brisas na região frontal, caso chova, ele aciona os limpadores e ainda controla a velocidade.
Sensor crepuscular – É um sistema automotivo que identifica as diferenças de iluminação do local e faz a adaptação do carro ligando ou apagando os faróis.
Sensor de Cansaço – Este objeto faz uma verificação no estilo de guiar do condutor no começo da viagem. Se for verificada o cansaço, um aviso sonoro é produzido com o alerta de perigo.
Park Assist – O botão ativa os sensores os quais medem o espaço e o tipo de manobra adequada para estacionar.